Linha do tempo

O início: A década de 90 foi marcada por fortes instabilidades sociais e econômicas no país e mesmo envolto nesse clima de incertezas e mudanças econômicas, Braz Girardi - atual sócio Majoritário da Girardi - iniciou a trajetória da empresa nesse período, amparado pela sua visão administrativa e empreendedora.
A princípio a empresa era responsável pela produção de capas para máquinas de escrever e calculadoras portáteis para a Empresa Olivetti. A Olivetti era uma multinacional italiana e produzia equipamentos eletrônicos focados na tecnologia da informação para escritório durante o século passado.
Durante mais de cinco anos a produção dessas capas foi o produto que gerava maior lucro para a Girardi, porém com o fortalecimento das concorrentes da Olivetti, esta foi perdendo mercado gerando graves crises financeiras que chegaram ao seu auge com o crescimento acelerado da IBM Computadores do Brasil.
Este período foi marcado também pelo desenvolvimento tecnológico mais acelerado do século e é considerado o divisor de águas na produção de equipamentos analógicos para os digitais e a IBM conseguiu posicionar-se de maneira estratégica e visionária nesse mercado deixando a Olivetti e outras marcas para trás.
Após a Olivetti, seu principal cliente, entrar em uma grave crise financeira devido a estas mudanças, Braz Girardi se viu na mesma situação, e viveu um momento importante para a reestruturação da Girardi. Neste momento ele reinventa a empresa e novamente mostrou ser um profissional de visão e flexibilidade administrativa.
No final dos anos 90 a empresa começa a trabalhar com soldas eletrônicas para confecção de fichários escolares e agrega outros itens do mercado escolar.
No dia 23 de agosto de 2001 foi definido o nome oficial da empresa, Girardi - Divisa Comercial de Brindes Ltda. Foi neste período que a empresa se reinventou novamente e começando a migrar para outro nicho de mercado.
Pensando no crescimento da organização, a Girardi analisou as tendências mercadológicas e constatou que a área de promoção de vendas era promissora e que no setor de desenvolvimento e confecção de brindes costurados, havia uma grande carência de empresas que pudessem oferecer produtos diversificados com qualidade e em grande quantidade.
Após entrar para esse novo mercado de atuação a empresa inaugurou em 2005 uma unidade fabril em Guarulhos-SP, com uma área total de 12.000 m² de Terreno e 5.200 m² de área construída.
A escolha da cidade deve-se ao fato desta estar cercada por duas importantes rodovias do país - Rodovia Presidente Dutra e Rodovia Airton Senna - além de possuir um posicionamento econômico importante, haja vista que Guarulhos possui o 2º maior PIB do Estado de São Paulo e o 9º maior do Brasil. A Girardi concentrou todas as etapas de industrialização e estoque nesta fábrica, o que otimizou e aprimorou os processos de produção.